Institucional

Agostinianos Recoletos

Somos os Agostinianos Recoletos, frades, que vivemos o carisma que deixou Santo Agostinho: vida em comunidade de irmãos, procurando juntos a Deus através na comunidade de irmãos (agostinianos), no cultivo da vida interior – contemplação - por meio da oração e do estudo (recoletos).

Nascemos de uma reforma da grande Ordem de Santo Agostinho, no dia 05 de dezembro de 1588, pois nossos primeiros frades tinham desejo de viver uma vida mais radical, em sua consagração na vida agostiniana.

Entre outros irmãos na vivência desta radicalidade (santos), temos em nossa família: Santo Ezequiel Moreno (bispo da Colômbia falecido de câncer); Santa Madalena de Nagazaki (leiga mártir, japonesa ,patrona da ordem); Beatos Francisco de Jesus e Vicente de Santo Antônio e Beatos Martinho de São Nicolau e Melchior de Santo Agostinho (mártires queimados vivos no Japão); Mártires de Motril (seis frades mártires espanhóis beatificados em 1999). Mais outros santos da Ordem Agostiniana: Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho; Santo Nicolau de Tolentino, Tomás de Vilanova; Santa Clara da Cruz de Montefalco; Santa Rita de Cássia entre os mais conhecidos.

Estamos em vários países, entre os quais se destacam: Espanha (berço da Ordem), Itália (onde se encontra o nosso Prior Geral), Brasil, Argentina, Colômbia, México, Venezuela, Panamá, Guatemala, USA, Inglaterra, Japão, China, Filipinas, entre outros.

Aqui no Brasil, chegamos dia 19 de fevereiro de 1899 e estamos em vários estados: Pará, Amazonas, Ceará, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. Neles trabalhamos cuidando de paróquias, ajudando na educação da juventude nos colégios, na formação de novos frades em nossos seminários, e evangelizando nas missões encomendadas pela Igreja à nossa família.

 

Servimos a Igreja de Jesus nas paróquias, colégios, missões e seminários.

Não somos uma Ordem Religiosa totalmente ativista (dedicada só ao apostolado). Mas não descuidamos o serviço à Igreja, nossa Mãe: “Não ponhais vossa contemplação acima das necessidades da Igreja, pois se não tivesse bons ministros que determinassem em assisti-la, quando ela da a luz, não terias encontrado meios para nascer”  (Santo Agostinho, Carta 48,2). Estamos presente nas regiões mais difíceis para a Evangelização: Acre, Marajó, Lábrea, Cametá e Ceará. Não podemos deixar de auxiliar à Igreja que nos gerou para Deus

Temos também o ramo feminino da Ordem: as Missionárias Agostinianas Recoletas (vida ativa) e as Monjas Agostinianas Recoletas de Clausura (a muito pouco tempo atrás se fundou um Mosteiro em Tianguá-CE).

Como se inicia nossa vida agostiniana recoleta?

O primeiro passo é o discernimento vocacional através da Animação vocacional. O jovem participa das atividades vocacionais existentes em nossas comunidades (Equipes Vocacionais Paroquiais) e mantém contato com o Promotor vocacional que o ajudará neste discernimento.

Em Belém do Pará, temos um Seminário Menor, onde se acolhem seminaristas para fazer os três anos ensino médio; nesta etapa descobre-se as aptidões a vida fraterna e se vai formando os hábitos de estudo e da oração; ao concluir esta etapa, os seminaristas vão para Maringá (PR) fazer três anos de faculdade de filosofia, ou assim chamado Seminário Maior ou Pré-noviciado: nesta etapa, ajudados pelos conhecimentos filosóficos, o seminarista adquire uma visão crítica da sociedade e um espírito de reflexão, além de conhecer mais e melhor o estilo de vida dos agostinianos recoletos; depois seguem o Noviciado (feito na Espanha) que é realizado em um ano: nos primeiros dia de noviciado se recebe o hábito religioso (composto por uma túnica, um capuz e um cinturão de couro, segundo a tradição da Ordem, tudo de cor negra). É um período de oração e reflexão, onde o candidato tem conhecimento de nossas Constituições, Teologia dos Votos, Espiritualidade dos Salmos entre outros conhecimentos que o ajudarão na futura Vida Consagrada; depois do Noviciado emitem a Profissão dos Votos Temporários (por um, dois ou três anos), seguindo para fazer três ou quatro anos da faculdade de Teologia, hoje se realizam também na Espanha. Nesta etapa o religioso vive a vida consagrada junto com outros irmãos, pelo período que ele escolheu para servir a Deus na comunidade dos irmãos; depois dos Votos Temporários, emitem a Profissão Solene, desde então é agregado perpetuamente à Ordem dos Agostinianos Recoletos e, segundo cada vocação, as Ordenações Diaconal e Sacerdotal.

Depois dos Votos Solenes (perpétuos), nossos superiores nos enviam para vivermos em nossos ministérios. Nossa vida diária transcorre em pequenas comunidades, geralmente de três ou quatro frades onde buscamos a Deus, vivendo a vida fraterna em comunhão de vidas e bens.

Assim somos os agostinianos recoletos.

Os Promotores Vocacionais tem como tarefa exclusiva o contato com as possíveis vocações, por meio de cartas, entrevistas e costumam visitar aqueles que estão interessados em entrar em nossa família.

Saiba mais: www.agostinianosrecoletos.com

www.satovi.org